Pessoa-esponja

É difícil viver nesse mundo sendo uma pessoa-esponja. É difícil viver absorvendo tudo e todos a todo e qualquer instante. É extremamente doloroso chegar em casa, ao fim do dia, e ter que se espremer até o talo e secar tudo de ruim que absorvemos durante o dia, afinal, não é só de espuma e água limpa que se vivem as esponjas. Mesmo a louça estando parcialmente suja ou não contendo tantos resíduos de comida, a esponja sempre vai pegar tudo pra ela. Então, se é inevitável ser esponja que sejamos. Mas que sejamos esponjas com uma condição: que lembremos de, antes, colocar uma peneira em cima. Uma peneira em cima que deixe toda a sujeira, as impurezas, as pedras ainda brutas e os restos de comida presos na rede e que passem pelos buraquinhos só o que for verdade, o que for bondade, o que for íntegro. Sejamos esponjas, absorventes, cheias, molhadas, mas só daquilo que for água limpa e um pouquinho de sabão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s